Pages Menu
Categories Menu

Postado por em fev 9, 2014 em Notícias | 0 comentários

Sente-se direito! Sua coluna agradece…

Sente-se direito! Sua coluna agradece…

São poucos os que conseguem escapar da sina da dor nas costas. Nos Estados Unidos, por exemplo, 80% da população enfrenta esse tipo de incômodo em algum momento da vida e, a cada ano, 15% dos adultos são tratados para problemas como hérnia de disco ou dor lombar. Aqui no Brasil, a dor nas costas é a doença crônica mais frequente – segundo um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública, ela atinge 36% dos brasileiros.

Para piorar esse quadro, a dor nas costas é difícil – e cara – de remediar. “Os tratamentos são demorados e nem sempre apresentam a mesma eficácia para todos os pacientes, mesmo quando as intervenções são cirúrgicas”, afirma o neurocirurgião Cezar Augusto Oliveira, especialista em coluna.

Alguns problemas na coluna não podem ser evitados, como a degeneração natural provocada pelo envelhecimento. No entanto, a maioria dos casos de dores nas costas é resultado de tensão ou fraqueza de músculos ou ligamentos, o que pode ser prevenido com exercícios de fortalecimento e com a manutenção de uma postura adequada.

“Manter uma boa postura não só melhora a aparência, mas também o tônus muscular, torna a respiração mais fácil e é uma das maneiras mais efetivas de evitar possíveis dores”, diz o médico. “A postura é a chave central para a prevenção de problemas de coluna. Se a coluna não está alinhada, o paciente inevitavelmente sentirá incômodo nas costas, no pescoço, nos ombros e até mesmo nas articulações”, explica.

Para afastar o fantasma das dores, Cezar ensina como manter a postura sempre correta:

01) Corrija sua postura sempre que se lembrar. Fique em pé, levante o queixo ligeiramente, alinhe suas orelhas sobre seus ombros e seus ombros sobre seus quadris. Coloque as mãos nos quadris e lance-os para frente cerca de dois centímetros. Deve haver uma ligeira curva para dentro na parte inferior das suas costas e uma curva para fora na parte superior das suas costas, além de outra curva para dentro em seu pescoço. Mantenha essa postura por alguns instantes e sente-se novamente;

02) Coloque uma toalha enrolada entre a curva de sua coluna lombar e a parte de trás do seu assento quando você estiver sentado ou dirigindo por um longo período. Apoiar a parte inferior das costas vai manter a curva natural da sua coluna. Assim, os ombros também ficam naturalmente no lugar certo;

03) Fortaleça a região do core (abdômen, músculos oblíquos, da pelve e das costas). Não é adianta se sentar adequadamente se os músculos do núcleo são fracos. Considere fazer aula de Pilates ou consultar um fisioterapeuta para criar um plano de exercícios personalizado para fortalecer os músculos desta região;

04) Certifique-se de que cadeira, mesa e teclado de trabalho estão na altura ideal para você. A parte superior da tela do computador deve estar posicionada igual ou ligeiramente abaixo do nível dos olhos. A altura da mesa deve permitir que seus antebraços possam descansar confortavelmente em um ângulo de 90 graus. Trabalhe sempre com os pés no chão e as costas apoiadas na cadeira;

05) Levante-se e estique-se de hora em hora ou, ainda melhor, de 30 em 30 minutos. Ficar sentado por longos períodos pressiona os discos vertebrais e os músculos, provocando fadiga. Levante-se e coloque as mãos na parte inferior das costas, como se estivesse deslizando-as até os bolsos traseiros. Com cuidado, empurre o quadril para frente e arqueie um pouco as costas. Sente-se novamente e jogue seus ombros para trás, num movimento circular, com o queixo dobrado, cerca de 10 vezes. Esse exercício de alongamento ajuda a quebrar padrões de comportamento ruins e permite que os músculos voltem a um ponto neutro;

06) Programe o alarme do celular ou do computador para lembrá-lo de repetir essa sequência a cada hora. Um aplicativo do iPhone chamado Alarmed, por exemplo, tem um recurso que permite que você crie lembretes regulares durante todo o dia.

 

Publicar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Link permanente: