Dor Ciática: A Famosa Dor Da Meia-Idade

Ciática é a presença de dor, fraqueza, dormência ou formigamento em uma perna. A ciática ocorre mais comumente na meia-idade e raramente ocorre antes dos 20 anos. Em geral, o desenvolvimento é benéfico, mas em cerca de 30% dos casos, os sintomas duram 1 ano ou mais. A maioria dos casos resulta de uma hérnia de um disco intervertebral que comprime uma raiz nervosa. Outras causas possíveis incluem a estreiteza do canal ao redor da medula espinhal, tumores ou cistos que comprimem as raízes nervosas.

O que é Dor Ciática?

Ciática não é uma doença, mas um sintoma de uma doença subjacente. Referimo-nos à ciática para descrever os sintomas de dor, formigamento, fraqueza ou dormência que ocorrem na região lombar até a parte posterior da perda e seguir o caminho do nervo ciático. O nervo ciático é o nervo mais longo do corpo, que se estende da coluna lombar até a região posterior de cada perna e envia ramos para o pé. A ciática é causada pela compressão ou irritação desse nervo e, portanto, acompanha seu curso.

Sintomas de Dor Ciática

Os sintomas podem variar dependendo do tipo, localização e gravidade da condição que causa ciática. Em geral, a dor é intensa e aguda. Como regra, a dor é constante e ocorre apenas em uma nádega ou perna, embora raramente alcance os dois lados. A posição sentada tende a exacerbar a dor que é acompanhada por uma sensação de queimação ou formigamento. Pelo contrário, a dor melhora ao caminhar ou deitar, mas se forem muito intensas, podem dificultar a posição em pé ou a pé. Tossir ou espirrar pode intensificar a dor.

A dor também pode atingir a parte inferior das costas da coluna, embora seja mais forte na perna. Fraqueza ou sensação de dormência podem complicar o movimento das pernas ou dos pés. Essa dor pode ser instável ou instável e, nesse caso, prejudicar a função. Na maioria dos casos, os sintomas melhoram após algumas semanas ou meses se apenas analgésicos forem usados. Se os sintomas forem graves ou prejudicar a função, pode ser necessária cirurgia.

Causas Dor Ciática

Como já foi mencionado, essa dor resulta da compressão do nervo ciático, que pode ocorrer fora ou dentro do canal por onde passa a medula espinhal. Essa compressão pode ser causada por hérnia de disco (a causa mais comum), contratura muscular ao redor do nervo ciático, estreitamento do canal por onde passa a medula espinhal e desalinhamento da vértebra. Frequentemente, um evento ou trauma específico não desencadeia imediatamente a ciática e só se desenvolve com o tempo.

Diagnóstico da Dor Ciática

Além da história e da avaliação médica, o diagnóstico é baseado em exames de imagem como ressonância magnética. Outros exames neurológicos podem ser importantes para avaliar o status do nervo ciático.

Tratamento da Dor Ciática

Visto que a ciática é um sintoma, o tratamento é resolver as causas desse sintoma. Na maioria dos casos, o tratamento é conservador, com cirurgia reservada para os casos mais graves. Cerca de 80% a 90% dos casos de ciática desaparecem sem cirurgia e cerca de metade das crises dura menos de seis semanas. Exercícios e calor ou frio adequadamente programados para aliviar dores e cãibras são boas opções não médicas. A fisioterapia alcança bons resultados em muitos casos.

O uso de medicamentos anti-inflamatórios alivia a dor e a inflamação, que ajudam a prolongar a dor ciática. Nunca se esqueça que estes medicamentos podem ter efeitos colaterais e devem ser recomendados pelo médico, dependendo da história de cada paciente. Medicamentos com efeitos relaxantes musculares também podem ser úteis. Em caso de dor muito intensa, uma injeção de corticosteróides na região peridural pode ser usada para aliviar a inflamação mais rapidamente. 

A cirurgia é indicada quando a dor é intensa ou não melhora após 6 a 12 semanas. A cirurgia visa corrigir a causa da compressão do nervo ciático. Como os discos herniados são a causa mais comum de ciática, a remoção do disco que causa essa compressão é a operação mais comum. Isso permite alívio sintomático em 90 a 95% dos pacientes operados.

Prevenção Dor Ciática

Embora processos degenerativos que levem à hérnia de disco não possam ser evitados, existem várias medidas que ajudam a proteger a coluna vertebral e reduzem o risco de hérnia de disco e ciática.

Por exemplo, é importante usar a técnica correta de elevação e manter as costas retas. Manter uma boa postura é importante o tempo todo, pois ajuda a reduzir a pressão na coluna vertebral. O exercício fortalece os músculos das costas e abdominais enquanto protege a coluna. É importante não ficar sentado por muito tempo. Finalmente, o tabaco acelera a degeneração do disco e deve ser evitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Como podemos te ajudar?